Finais de tarde no Pinus

O dia está findando, a luz do sol vai indo embora e o que desponta é o burburinho das conversas e a movimentação noturna no caminho que leva à Universidade.
Um pouco antes da entrada do arco da UFSM, junto ao trevo da Fx. Nova de Camobi, uma casa de madeira com mesas de bar ao lado, chama atenção. Ali, especialmente no verão, várias pessoas chegam, sentam, conversam, escutam música de estilos variados, jogam sinuca, brindam com seus copos de cerveja. Comemoram o final de mais um dia de estudos, aqueles que freqüentam um campus diurno. Iniciam os trabalhos de mais uma jornada acadêmica, aqueles que fazem cursos à noite. É assim no Pinus, um bar que, desde 2002, faz parte do cotidiano dos estudantes da Universidade. “Hoje 90% da minha clientela é da UFSM” – relata Claudete Silva, a sorridente proprietária do local.

           
           
           
       

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PARCEIROS